O cristão e o pecado

O cristão e o pecado. Este sermão lida com o cristão em perigo e o cristão preguiçoso que está sempre reclamando. Antes de começarmos, gostaria de compartilhar uma carta que recebi hoje de um de meus associados nos Phillippiens. As palavras e a ortografia são dele e eu decidi não corrigi-las.

Caro Rev. Smith, Por favor, ajude a louvar o Senhor por mim, eu estava no ponto da morte, encontrei-me morto cara a cara na noite de sábado enquanto viajava para estar com uma igreja em lagos, nossa antiga capital. Corremos para um assalto à mão armada gangues de cerca de 42 em números com rifles sofisticados, nosso ônibus entrou no meio deles sem saber.

Vários tiros foram disparados em nosso ônibus, o condutor morreu instantaneamente, o pneu estourou, o radiador disparou e o ônibus entrou no mato, e eles nos perseguiram. Eles saquearam todas as nossas malas, levaram itens valiosos, incluindo dinheiro.

Finalmente, o comandante ordenou que aqueles que pagaram o dízimo nos últimos três meses fiquem de um lado, alguns pensaram que era uma piada, eu rapidamente obedeci e uma irmã se juntou a mim. Aqueles que não estavam do nosso lado, o líder da gangue disse que sim. roubou a Deus, e que só há uma sentença para ladrões, sentença morta.

Nesse momento, eles despediram todo mundo até a morte e ordenaram que dois de nós partíssemos. ficamos desamparados, dormimos até o amanhecer, cerca de 6 ônibus foram envolvido na saga, ao mesmo tempo em que estupraram quase todas as mulheres. Meu coração está muito triste, esse incidente foi relatado em nossas notícias e jornais nacionais. Deus me manteve viva para escrever para você neste dia, que Seu único nome seja abençoado. Sua Graça na Ecclesia, Bispo Dr. Joseph Rankin. Agora vamos olhar para as Escrituras. Romanos 8:35.

Quem nos separará do amor de Cristo?

Tribulação, ou angústia, ou perseguição, ou fome, ou nudez, ou perigo, ou espada? A palavra do Senhor é verdadeira e eterna. Muitos estão recebendo tribulações, angústias, perseguições e até ameaças de morte por crerem no Evangelho. Mas ainda assim eles continuam. Eles continuam acreditando no Deus de Abraão, Isaque e Jacó.

O problema hoje, como eu já vi, é que há muitos cristãos que estão sentados esperando o arrebatamento e não se preocupando com o estado de seus outros irmãos e irmãs de maneira prejudicial, que estão promovendo o Evangelho. para o resto do mundo. Estar à vontade com um ou dois cultos por semana, dando dinheiro à igreja quando for conveniente para eles, não pagando laços, mas esperando sua opinião nas reuniões de negócios. E a Igreja, não usando o dinheiro para propagar o Evangelho, mas construindo em vez de edificar.

Para onde foi a compaixão do cristão?

Romanos 15:27 – De verdade lhes agradou; e seus devedores eles são. Pois se os gentios foram feitos participantes de suas coisas espirituais, seu dever também é ministrar a eles em coisas carnais. Romanos 15:27 não é apenas um pensamento passageiro de Paulo, mas um mandamento de Cristo, para o estabelecimento de todos os membros do corpo. 1Co 3: 1

E eu, irmãos, não vos pude falar como espiritual, mas carnal, como também para bebês em Cristo. 1Co 3: 1 é um aviso aos cristãos de que há momentos em que a Igreja se perde e se torna carnal, em vez de espiritual. Não ser capaz de receber insights espirituais sobre o evangelho porque eles se tornaram carnais. 1Co 3: 3 Pois ainda sois carnais; porque, enquanto há entre vós inveja, contenda e divisões, não sois carnais, e andais como homens? 1Co 3: 3 está afirmando que, quando os membros do corpo se tornam carnais, eles começam a andar como homem, e não como cristãos, como Cristo, em aparência, atitude e objetivo.

Às vezes perdemos o caminho por causa da mente carnal, mas somos repreendidos e reprovados pelas palavras de Deus. 1Co 15: 1-2 Além disso, irmãos, eu vos declaro o evangelho que vos preguei, que também vós recebestes e em que permaneces; Pelo qual você também é salvo, se guardar na memória o que eu lhe preguei, a menos que tenha crido em vão. 1Co 15: 1-2 nos ensina que, mesmo que tenhamos sido salvos, permanecemos responsáveis ​​pela palavra que ouvimos e como Paulo declarou; “Pelo qual também sois salvos, se guardardes em memória o que eu vos preguei”

A Igreja é uma criança que cresce todos os dias, não velha como alguns gostariam que você acreditasse. Portanto, como uma criança, ela precisa ser nutrida, cuidada, amada e, sim, às vezes punida por causa da desobediência à palavra de Deus. A Igreja tornou-se negligente em seu dever para com Deus e o homem, ao não se levantar contra a doutrina hipócrita e falsa, escrita pelo homem para apaziguar as congregações. Isso não está levando as pessoas ao céu, mas, pelo contrário, está condenando outras pessoas ao inferno ou à perda de suas recompensas em Heavan.

Vamos ler um pouco das escrituras e pensar sobre essas coisas. 1Co 3: 13-15 A obra de todo homem será manifestada: porque o dia a declarará, porque será revelada pelo fogo; e o fogo experimentará o trabalho de todo homem, de que tipo é. Se a obra de alguém permanecer edificada, receberá uma recompensa. Se a obra de qualquer homem for queimada, ele sofrerá perdas; mas ele próprio será salvo; ainda assim como pelo fogo. 1Co 8: 2 E, se alguém pensa que sabe alguma coisa, ainda não sabe nada como deve saber. 2Co 3: 5 Não que sejamos suficientes para pensar em algo como nós mesmos; mas nossa suficiência é de Deus; Gl 6: 3 Porque, se um homem se considera algo, quando nada é, engana a si mesmo.

O que a Igreja pensa sobre si mesma?

Ela pensa que é segura em suas obras, acha que construir em vez de edificar é o caminho de Cristo. A igreja perdeu o rumo, esquecendo de onde veio. E o cristão individual, eles também ficaram satisfeitos com suas obras o suficiente para deixar de ser cristãos? Você acha que ser salvo é suficiente para tornar

Deus satisfeito com seu Espírito?

Eu já li muitos artigos sobre pastores e pregadores que se aposentam desta igreja e daquela igreja, mas ninguém jamais daria uma única passagem das escrituras onde Jesus disse que poderíamos nos aposentar da obra que nos foi designada. Nenhum. “Se guardardes em memória o que eu vos preguei”

Esta é a nossa obra, este é o nosso dever para com Cristo que nos designou e ordenou que ministrássemos aos santos. Para lembrá-los de quem eles são e quem deveriam ser. Quando os cristãos como o bispo Dr. Joseph Rankin, REV.PAUL JESUDOSS, Rev. Siani Harpal e Rev. Devanandam Junapudi, entre outros, estão arriscando suas vidas diariamente para pregar o Evangelho, fico imaginando e estou impressionado com o poder de Deus para proteger tais homens em situações terríveis.

Não é com o Presidente, o Rei ou o Papa de Roma que devemos nos preocupar, mas com nossa posição em relação a Cristo e seus mandamentos. Ter compaixão um pelo outro, amar um ao outro e se aproximar de Deus e de Sua palavra.

Não desistindo, mas continuando. Continuando com o trabalho para o qual fomos designados. Não sendo negligente em nossos estudos, orando ou doando, não apenas sua parte da Igreja do Lar, mas dando àqueles em necessidade, aqueles em perigo, aqueles que estão no campo de batalha, empunhando a Espada da Justiça, a Espada da Verdade. Palavra do Senhor.


1Co 9:11 Se semeamos coisas espirituais para você, será uma grande coisa se colhermos suas coisas carnais? ars